Home / Sobre a Cidade / Religião / A festividade de Santo Antônio é patrimônio cultural e imaterial do Estado do Pará

A festividade de Santo Antônio é patrimônio cultural e imaterial do Estado do Pará

A LEI Nº7.464, DE 31 DE AGOSTO DE 2010, Declara como integrante do patrimônio cultural de natureza imaterial do Estado do Pará, a ”Festividade de Santo Antônio” no Município de Alenquer-Pa.

A ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO PARÁ estatui e eu sanciono a seguinte Lei:

Art. 1º – Fica declarado como integrante do patrimônio cultural de natureza imaterial do Estado do Pará, nos termos do art. 286 da Constituição Estadual, a “Festividade de Santo Antônio” no Município de Alenquer – Pa.

Art. 2º – Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

PALÁCIO DO GOVERNO, 31 de agosto de 2010.

ANA JÚLIA DE VASCONCELOS CAREPA

Governadora do Estado

 

ALENQUER! ALENQUER! TERRA QUE NINGUÉM CONHECE!

 

Os registros da formação do povoado que originou o atual Município de Alenquer datam da primeira metade do século XVIII, quando os Capuchos da Piedade estabeleceram a sede da Catequese no rio Curuá. Deste período em diante, muitas mudanças aconteceram, chegando o nosso vilarejo a se estabelecer às margens do Rio Surubiú, conquistando a sua autonomia definitiva em 23 de julho de 1848, sendo elevada à categoria de cidade em 10 de junho de 1881.

No percurso histórico, podemos observar muitas conquistas e a diversidade cultural, que culmina, hoje, na formação da identidade ximanga.

Este singelo informativo tem como objetivo, registrar, de forma sucinta, as atividades que serão realizadas na Secretaria de Cultura, Turismo, Desporto e Lazer – SECULT – Alenquer.

Temos a certeza que estamos diante de um grande desafio e contamos com a colaboração da população, que é grande protagonista do universo cultural ximango.

 

NOVO MAPA TURÍSTICO DO PARÁ

 

O novo mapa do turismo do Pará cresceu e ganhou novas cidades em sua composição, passando de 23 para 65 o número de Municípios participantes de suas seis regiões turísticas: Amazônia Atlântica (24 cidades); Tapajós (12); Xingú (8) cidades; Marajó (9); Belém (5) e Araguaia-Tocantins (7). O levantamento foi divulgado pelo Ministério do Turismo, em Brasília. Em todo o País, foram identificados 2.175 municípios em 291 regiões turísticas.

O Polo Tapajós passa a ser constituído doa municípios que compõem a Região Baixo Amazonas e a Região Tapajós, sendo eles: Alenquer, Almerim, Aveiro, Belterra, Curuá, Faro, Itaituba, Jacareacanga, Juruti, Monte Alegre, Novo Progresso, Oriximiná, Óbidos, Prainha, Rurópolis, Santarém, Terra Santa e Trairão, sendo prioritários para o turismo: Santarém, Belterra e Oriximiná.

SOBRE O MAPA – O Mapa do Turismo Brasileiro é um instrumento de orientação para a atuação para o Ministério do Turismo no desenvolvimento de políticas públicas, tendo como foco a gestão, estruturação e promoção do turismo, de forma regionalizada e descentralizada. Sua construção é feita em conjunto com os órgãos oficiais de Turismo dos estados brasileiros.

 

ALENQUER É OFICIALMENTE INSERIDA NO NOVO MAPATURÍSTICO NACIONAL

 

A Secretaria de Estado de Turismo (SETUR) promoveu em Santarém, Oeste paraense, programação com o objetivo de inserir no Mapa de Turismo Brasileiro os Municípios do Polo Turístico do Tapajós.

O mapa é atualizado periodicamente. A última versão com 2.175 municípios, divididos em 291 regiões turísticas. O Coordenador de Planejamento das Políticas Públicas, para o Turismo da SETUR, Ivaldo Silva, explica que a Secretaria vai trabalhar a questão da regionalização do turismo e inserir as cidades do Polo Tapajós no Mapa Nacional, para a captação de recursos. “O Polo Tapajós tem 19 Municípios. Todos foram convidados. Esse remapeamento nasceu da determinação do Tribunal de Contas da União, que recomendou ao Ministério de Turismo que criasse regras para destinar recursos aos municípios. Só quem está dentro pode obter recursos e todas a Políticas Federais voltadas para o Turismo.

No dia 17 de março de 2017, houve uma reunião técnica com os servidores das Secretarias ou departamentos municipais de Turismo, onde foram fornecidas orientações sobre a produção de dados do turismo de pesquisa de demanda turística, produção de dados da hotelaria e sobre emprego no setor, por exemplo. Também houve a “Oficina de Regionalização do Turismo”. A região do Tapajós é internacionalmente conhecida pelas praias. As cidades da região têm florestas primárias, trilhas, cachoeiras, lagos e monumentos históricos, entre outras atrações turísticas.

Na ocasião, o Secretário Municipal de Cultura, Turismo, Desporto e Lazer de Alenquer, Sr. Heraldo Lopes, assinou o Acordo Cooperativo, que oficializou a inserção do Município ximango no Novo Mapa Turístico Nacional. Sem dúvidas, uma conquista relevante para os ximangos e uma porta de entrada para a captação de recursos e valorização e melhor exploração dos nossos bens turísticos.

(João Lopes Filho)

 

Sobre fabianoalenquer

Comments Closed

x

Veja também

Oração Jubilar: 300 Anos de Bênçãos

Senhora Aparecida, Mãe Padroeira, em vossa singela imagem, / há 300 anos aparecestes ...