Home / Sobre a Cidade / Cultura / Alenquer nas telonas, Marambiré no Sesc Boulevard

Alenquer nas telonas, Marambiré no Sesc Boulevard

Confiram o trailer do documentário Marambiré, realizado pela Lamparina Filmes, com recursos do edital Rumos Itaú Cultural 2015-2016. O documentário mostra a dinâmica do Marambiré, que reúne dança, música e cantoria marcada fortemente por tambores, fazendo referência aos antigos reinados da África Central, recriando um universo teatral com rei, rainha mestra, rainhas auxiliares, valsares, tocadores e contramestres. Passada de geração em geração pelos escravos refugiados em busca de liberdade, a dança hoje se apresenta na forma de um festejo sincrético que inclui elementos de cultos africanos e religião cristã, assim como culturas portuguesa e africana. Obrigado equipe: Artur Arias Dutra Denise Schaan Davi Paes Andersonbatista Batista Rodrigo Cley Luan Gurjão Vilson Vicente. Obrigado pela parceria e suporte: Mayra Koketsu e Thays Viana Ishikawa#rumositaucultural #marambire #lamparinafilmes

Posted by Lamparina Filmes on Wednesday, October 11, 2017

Hoje dia 01 de novembro de 2017, dia histórico para cultura alenquerense, neste dia de todos os santos, Alenquer estar representada nas telas do Cine SESC com o Documentário ‘Marambiré’ Premiado pelo Itaú Cultural, Um dos 117 documentários selecionados do programa Rumos 2015  -2016, o projeto Marambiré – Corporalidade, Música e Fé teve como objetivo registrar a dinâmica dessa manifestação de origem africana e propagada por escravizados, passada de geração em geração, resistindo até os dias de hoje.

O filme retrata a tradição do Baixo Amazonas do Pará. Hoje quarta-feira (1º) a Lamparina Filmes, de Belém, lançará o documentário ‘”Marambiré”, do diretor André dos Santos. O evento ocorrerá às 18h, com entrada gratuita, no Sesc Boulevard. O vídeo mostra a manifestação cultural dos remanescentes de quilombos, passada de geração em geração, da comunidade do Pacoval, no município de Alenquer, no oeste Pará, envolvendo brincantes e espectadores, com dança, percussão, música, canto e teatro. O projeto foi contemplado pelo programa Rumos Itaú Cultural. Hoje os ximangos radicados em Santarém e Belém, procure o cine Sesc Boulevard e vá mata a saudade.

Para quem não conhece nossa cultura do Marambiré veja hoje no cine Sesc Boulevard, o que mais encanta no marambiré, é o respeito dos participantes pela tradição e disciplina, que o entendem como uma religião. A festa dura praticamente um mês e envolve toda a comunidade. O amor pelo marambiré está acima de tudo para a comunidade Pacoval. É um ritual em que a fé está acima de tudo; simplesmente mágico e contagiante.

Sobre Fábio Monteiro

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*

+ 79 = 87

x

Veja também

Marambiré – Corporalidade, Música e Fé – Rumos Itaú Cultural 2015-2016

por Duanne Ribeiro Documentário que mostra como a dinâmica do marambiré (dança ...